sexta-feira, 6 de março de 2009

O Código da Bíblia

O que o senhor acha do Código da Bíblia? - Marcio Augusto
cod2
Li algumas coisas sobre o Código da Bíblia a uns oito anos atrás. O primeiro livro que li sobre o assunto foi o de Michael Drosnin. Drosnin faz com que qualquer um fique impressionado com a alegação de que se pode prever o futuro através do Código. Ele usa como exemplo seu depoimento de que através do Código ele conseguiu descobrir com antecedência o assassinato do primeiro ministro de Israel Itzhak Rabin. Na verdade, ele passa uma falsa idéia sobre o CB. Um escritor que passa uma idéia melhor sobre o assunto é Jeffrey Satinover. Em seu livro "A verdade sobre o código da Bíblia", Satinover mostra que o que se pode achar no CB são acontecimentos passados através de uma busca por palavras ligadas a um determinado assunto. Outra coisa importante que ele mostra é que o CB não é um assunto novo. Apesar de Eliahu Rips, um matemático de fama mundial, que é catedrático na Universidade de Jerusalém e Drosnin terem feito com que o assunto ficasse mais conhecido, a muitos e muitos anos, judeus das alas esotéricas do judaísmo, como os cabalistas, já falavam de palavras e frases escondidas na Torah.
O que eu acho disso? Bem, eu não duvido da sobrenaturalidade do CB que aponta para a sobrenaturalidade da Bíblia. Encontrar palavras associadas a eventos importantes da história nos cinco primeiros livros da Bíblia embaralhadas no meio das palavras do texto, aponta para um autor transcendente e que conhece passado, presente e futuro.
Mas, vamos nos lembrar que nossa fé é baseada naquilo que o texto diz claramente e não num suposto código. É bom lembrar-se disso para que, nem se dê um valor exagerado ao CB, nem se fique perplexo se futuramente se descobrir que o CB não passa de um truque que pode ser achado em qualquer livro da extensão da Bíblia. Isso ai! Há pessoas que quando ouvem uma novidade como esta, que parece atestar da singularidade da Bíblia, vibram como se tivessem achado uma prova empírica da existência de Deus. Esses mesmos, quando se descobre que as supostas provas não passavam de engano, desabam. A fé não pode se firmar em provas, uma vez que Hb 11.1 diz que a fé já é uma prova. Para aquele que crê, não é preciso a existência de provas científicas de nada. À medida que a pessoa crê e vive por essa fé, vai achando pelo caminho indícios dados por Deus de que ele está trilhando o caminho certo. Já para aquele que não crê, não há provas que o convençam, uma vez que fé é uma decisão que se toma.
Resumindo, acho o CB algo interessante e digno de se informar e se estudar mais sobre o assunto. Mas, por a mão no fogo por ele? De jeito nenhum!

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Deixe um comentário e assim que ele for analisado será publicado.



Related Posts with Thumbnails
 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

BlogBlogs.Com.Br