sexta-feira, 27 de março de 2009

O que é o tal "pecado para morte"?

image
Se alguém vir seu irmão cometer pecado que não é para morte, orará, e Deus dará a vida àqueles que não pecarem para morte. Há pecado para morte, e por esse não digo que ore. Toda iniqüidade é pecado, e há pecado que não é para morte – Jo 5.16,17
A primeira coisa que devemos por em mente é que, se o texto não fala de nenhum pecado específico, não adianta tentar nomear o tal “pecado para morte”. Falo isso porque existem segmentos cristãos que, baseados não sei em que, dizem que o pecado para morte é o adultério. É claro que o adultério é um pecado terrível. Mas dizer que, quando alguém o comete, não há perdão, é minimizar o poder do sangue de Jesus.
João não citou nenhum pecado específico porque não estava falando de nenhum pecado específico. Acredito que João está falando da postura do homem diante do pecado. Explico.
Se aplicarmos a regra de “a Bíblia interpretando a própria Bíblia”, vamos nos remeter ao livro do profeta Jeremias onde Deus lhe diz para não orar mais pelo povo de Israel (Jr 7.16). E por que Deus deu tal ordem ao profeta? Por causa do coração endurecido do povo. O povo não queria se arrepender de seus pecados. Na verdade, eles se gabavam deles e até perseguiam os profetas que os exortavam. É esse tipo de atitude que faz com que Deus ordene que não se faça oração intercessória. Sabemos que existem pessoas que assumem a mesma postura do povo de Israel no tempo do profeta Jeremias. Existem pessoas que, mesmo conhecendo verdade, vivem no pecado conscientemente e que não esboçam a mínima intenção de abandoná-lo. Existem aqueles que se voltam contra qualquer um que se atreva a confrontá-los. Eles são diferentes daqueles que tropeçaram e caíram em algum pecado, mas desejam se levantar e se concertar. A estes, João nos manda orar para que eles tenham vida. Mas, aos que se recusam a se arrepender, ele nos diz que não devemos orar.
“Morte”, neste texto pode significar duas coisas: morte física e/ou espiritual.
Morte espiritual é o afastamento de Deus, é o desligar da luz espiritual. O pecado, se não for tratado, afasta a pessoa de Deus.
A morte física pode vir como conseqüência de pecados não tratados. Todos, se não forem arrebatados na vinda do Senhor, morrerão um dia. Mas, Deus quer que vivamos até nos saciarmos (Sl 91.16). Muitos são os que morrem antes do tempo desejado por Deus por causa de seus pecados não tratados. Paulo falou que, por certas praticas pecaminosas dos coríntios, muitos estavam fracos, outros doentes e outros já haviam até morrido (1 Co 11.30). Isso aí! Pecado traz fraqueza, doença e morte. Não que toda doença ou morte prematura seja conseqüência de pecado. Já disse que vida não é tão simples assim. Mas muitas são.
O texto acima é uma advertência séria a fim de não brincarmos com o pecado. Muitos pecam com a idéia de que Deus é bom e vai lhes perdoar depois. Com certeza, Deus é bom, mas o pecado não é brinquedo. Muitos que pecaram com esta idéia, acabaram se afundando no pecado e morrendo espiritual e até fisicamente, não porque Deus não quisesse lhes perdoar, mas, porque o pecado tem um poder sedutor, entorpecente e viciante.
Portanto, andemos em santidade e temor de Deus e não brinquemos com o pecado.
Eis um texto que tem intrigado a muitos e tem feito outros criarem conceitos errados. João fala de um tipo de pecado que é para morte. Ele fala até que nem é para orar pelos que cometem este tipo de pecado. O negócio é muito sério!

1 comentário

lucas gaspar antonio lucas disse...

Obrigado meu Deus pelo senhor ungir e consagrar homens que compreendem a tua palavra.
Na verdade Deus é bom mais o pecado não é Brinquedo.
Deus nos ama.

Postar um comentário

Deixe um comentário e assim que ele for analisado será publicado.



Related Posts with Thumbnails
 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

BlogBlogs.Com.Br