terça-feira, 24 de março de 2009

Síndrome de Lúcifer II

Quando um líder erra, qual deve ser nossa postura?

clip_image002

Números 12

1 Moisés havia casado com uma mulher da Etiópia, e Míriam e Arão começaram a criticá-lo por causa disso.

2 Eles disseram: —Será que o SENHOR tem falado somente por meio de Moisés? Será que não tem falado também por meio de nós? E o SENHOR ouviu o que eles disseram

3 (Moisés era um homem humilde, o mais humilde do mundo.).

4 Logo em seguida o SENHOR disse a Moisés, a Arão e a Míriam: —Vocês três aí, vão para a Tenda Sagrada. Eles foram,

5 e o SENHOR desceu na coluna de nuvem e ficou na entrada da Tenda. Depois chamou Arão e Míriam e, quando eles chegaram,

6 Deus disse: —Agora escutem o que vou dizer. Quando há profetas entre vocês, eu apareço a eles em visões e falo com eles em sonhos.

7 Com o meu servo Moisés é diferente, pois eu o coloquei como responsável por todo o meu povo.

8 Pois eu falo com ele face a face, claramente, e não por meio de comparações; ele até já viu a minha forma! Como é que vocês se atrevem a falar contra o meu servo Moisés?

9 E aí O SENHOR Deus foi embora muito irado com eles.

10 Assim que Deus saiu, a nuvem que estava sobre a Tenda desapareceu. No mesmo instante Míriam foi atacada por uma terrível doença da pele, que ficou branca como a neve. Arão olhou para Míriam e viu que, de fato, ela estava atacada por aquela doença.

11 Aí Arão disse a Moisés: —Por favor, chefe, eu lhe peço que não nos faça sofrer o castigo por causa desse pecado que cometemos num momento de loucura.

12 Não deixe que Míriam seja como um aborto que nasce com metade do corpo destruído.

13 Então Moisés orou assim a Deus, o SENHOR: —Ó Deus, eu te peço que a cures!

14 E o SENHOR respondeu a Moisés: —Se o pai de Míriam tivesse cuspido no rosto dela, ela teria ficado humilhada durante sete dias. Então que ela seja expulsa do acampamento e fique lá fora sete dias; depois será trazida de volta.

15 Assim, Míriam ficou sete dias fora do acampamento. E o povo não partiu dali enquanto ela não foi trazida de novo para o acampamento.

16 Depois disso, o povo saiu de Hazerote e acampou no deserto de Parã.

*  *  *

Moisés foi o homem que Deus escolheu para liderar seu povo e, através dele, entregar-lhes Sua lei. Nesta lei estava escrito que o povo de Israel não deveria se juntar aos povos de outras nações através do casamento (Ex 34.15,16). Mas, lá estava Moisés se casando com uma mulher etíope. Estava errado. É claro que estava errado. E como estava errado. Arão e Miriam viram isso e começaram a criticá-lo. Como poderia Moisés comandar o povo se ele mesmo não se submetia à lei que havia recebido. Moisés era líder, e como líder, deveria dar o exemplo, mas não deu. E eles criticaram. Moisés, provavelmente, ficou sabendo das murmurações de seus irmãos contra ele, mas não disse nada. Ele não disse nada porque era humilde. Moisés sabia de seus erros e não era turrão. Deus se opõe a pessoas que não conseguem reconhecer seus erros. Moisés se calou. E Arão e Miriam não perdoaram. Falaram mesmo.

Como é bom aprendermos que a liderança erra. Mesmo os homens que conversam face a face com Deus, erram. Isso é um verdadeiro desafio para nós. A Bíblia nos manda ser obedientes às autoridades instituídas por Deus (Rm 13). Mas, a mesma Bíblia nos mostra que as autoridades são sujeitas ao erro, como qualquer ser humano. O grande desafio é nos mantermos na mesma postura de submissão, mesmo quando as autoridades erram. É um verdadeiro teste de fé. A vontade mesmo é de falar, criticar se insurgir. E foi isso que os irmãos de Moisés fizeram.

Mas, o que será que Deus achou disso?

Diz a Bíblia, que um dia Deus chamou os três à tenda sagrada. Ali, Deus pergunta: “Como é que vocês se atrevem a falar contra o meu servo Moisés?”. Acredito que, quando Deus os chamou à tenda, Arão e Miriam tinham a certeza que Deus iria repreender Moisés. Mas, não foi isso o que aconteceu. Deus repreendeu eles. Deus nem tocou no assunto do casamento de Moisés. Mas, não estava errado o que Moisés havia feito? Com certeza estava. Mas isso Deus iria tratar com Moisés. Com eles, Deus tratou de um dos pecados mais abomináveis que existem, a rebelião.

A rebelião nasceu no coração de satanás, lá no céu. Cada vez que Deus vê este pecado se repetindo aqui na terra, Ele vê o princípio satânico novamente em operação.

Quando Deus acabou de falar, Miriam, que provavelmente foi quem começou aquilo, ficou leprosa. É isso ai! No reino de Deus e na Sua obra não existe rebelião que conte com a aprovação de Deus.

Se líderes erram, deixemos que Deus trate com eles, pois a obra é de Deus.

Casar-se com uma mulher de outra nação era pecado. Murmurar é mais pecado ainda. Eis o problema; há pessoas que enxergam os erros de um trabalho e querem concertá-los com outro erro pior, o da murmuração.

E não é que Deus fez aquilo só porque era Moisés. Ele fez aquilo porque Arão e Miriam estavam agindo no princípio errado. Ninguém pode mudar nada com críticas e murmurações. Quão diferente teria sido se Arão e Miriam tivessem feito como Sem e Jafé que viraram o rosto para não ver a nudez do pai que estava embriagado, e o cobriram (Gn 9.23). Onde estão aqueles que cobrem os líderes com oração quando os apanha em erro?

Deus veio julgar Arão e Miriam. Deus vem julgar os rebeldes.

É claro que para quem tem espírito de rebelião, palavras como estas soam como um meio de deixar os outros com medo. Mas Deus sabe de todas as coisas! Isso é palavra de Deus. É por isso que Davi se recusou a tocar em Saul, mesmo quando esse estava sem a bênção de Deus e até mesmo perturbado por um espírito mau. Davi não queria construir seu trono na base da rebelião. Ele acreditava que o mesmo Deus que colocou Saul no trono iria tratar com seus erros.

Eu sinceramente aprecio as pessoas que, vendo os erros de liderança de um trabalho, resolvem sair dali e ir para um lugar onde não há trabalho nenhum e começam um trabalho do zero. Estes estão sendo sinceros consigo mesmos e com suas consciências. Eu não sou fã daqueles que ficam num lugar murmurando de tudo e de todos, envenenando a fé de muitos, e ainda por cima, criam um cisma na igreja. Armam um motim contra a liderança e dividem a igreja. Levam um grupo consigo e começam a construir um novo trabalho com os tijolos da casa de onde saíram. Isso é satânico. Se a pessoa se acha tão bom, que sabe fazer tão bem as coisas, sabe onde as coisas estão erradas e como deveriam ser, então que saia sozinho e vá aplicar sua visão de trabalho onde não existe nada ainda. Campo é o que não falta!

Mas não! Os rebeldes gostam é de dividir e de provocar insurreições. Eles não têm coragem de colocar à prova aquilo que eles acham que sabem. Acerca desses, Judas disse: “São essas pessoas que causam divisões, pois são dominadas pelos seus desejos naturais e não têm o Espírito de Deus” (Jd 19).

A rebelião de Arão e Miriam só atrasou a viajem do povo por sete dias. Rebelião só traz atraso mesmo. Não se junte com quem só gosta de criticar e murmurar. O juízo de Deus vem sobre eles e sobre os que lhe seguem.

Que Deus grave esta verdade em nossos corações: Não existe rebelião que conte com a aprovação de Deus. Deixemos que Deus trate com os líderes.

_____________

Sugestão de Literatura: Autoridade Espiritual de Watchman Nee.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Deixe um comentário e assim que ele for analisado será publicado.



Related Posts with Thumbnails
 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

BlogBlogs.Com.Br